segunda-feira, 15 de fevereiro de 2016

Presentes de aniversário

Há uns dias festejei mais um aniversário. Nada que interesse, mas este ano tenho de escrever qualquer coisa a respeito. Porquê? Por isto...



A empresa na qual trabalho (ou pelo menos o projeto em que estou inserido) tem por hábito, nas vésperas do aniversário de cada trabalhador, recolher uns lei entre toda a gente e oferecer qualquer coisa ao aniversariante. Possivelmente trata-se de algo normal nas grandes empresas, mas como antes de vir para aqui só trabalhei em sítios que mal conseguiam pagar o salário, isto é novo para mim. E é uma novidade que me deixa sensibilizado, até porque, para além do gesto em si, os presentes que recebi são do caraças. E embora não queira destacar nenhum deles, fiquei muito contente por receber um travel journal, algo que pretendia adquirir há já bastante tempo. É um novo e fiel companheiro, disponível para receber anotações e pensamentos nas viagens vindouras do viajante solitário.



Quanto à imagem acima, faz parte de um outro presente oferecido por amigos - o livro "Steve Jobs", de Walter Isaacson. Vou apenas dizer que a autora do desenho, instada a escrever uma dedicatória, esboçou este simpático felino numa questão de minutos. Para além do evidente talento e de ser boa rapariga, a moça calha também a ser bonitinha. Caraças, por momentos chego a pensar que, após 3 anos sem me apaixonar, estou a ser novamente atacado por esse vírus maldito. Mas não há-de ser nada.
Por falar nessas coisas, hoje foi Dia de São Valentim, o meu 26.º sem namorada. Os anos passam, mas há coisas que estão destinadas a não mudar. Que se lixe. Vou mas é escrever qualquer coisa no meu novo diário de viagens, e começar a pensar em planear a próxima. Deverá haver novidades em relação a isso muito em breve.

Sem comentários: