terça-feira, 19 de janeiro de 2016

Bucareste vestida de branco

Se no post anterior me queixei da falta de neve em Sinaia, agora venho falar do manto branco que se abateu sobre o sul da Roménia e, por consequência, Bucareste.
Depois de uma primeira amostra no início do mês, com alguma neve e os termómetros a chegarem aos -14 ºC, desta vez caiu um nevão a sério, que principiou ao final da tarde de sábado e se prolongou, ininterruptamente, até ao dia seguinte. Nevão esse que veio acompanhado por temperaturas amenas, na ordem dos -3ºC. Tempo ideal para passear.
Por isso, na manhã de domingo, já com a capital romena pintada por uma alvura celestial, peguei na minha Nikon e fui até ao vizinho parque Titan para apreciar, sob a luz matutina, a beleza da paisagem invernal. A neve continuava a cair, tocada por um vento gélido, batendo-me na cara com violência. Por todo o lado, o manto branco ia crescendo, em grossas camadas que dificultavam o caminhar e, sobre o lago gelado, as aves repousavam. Um quadro que, não obstante a meteorologia agreste, transmitia uma sensação de paz e tranquilidade. Senti-me feliz como um puto.
Mais tarde passei ainda pelo jardim de Cismigiu, e fiquei fascinado pela beleza singular deste espaço, com a sua vegetação coberta pelo véu branco da neve. "Winter wonderland", foram as palavras que me vieram à cabeça.
Vou parar de escrever e colocar umas fotografias instead. Elas falam por si.










Sem comentários: