sexta-feira, 13 de novembro de 2015

Sibiu

Agora que estou num país novo, é só passear. O destino do passado fim-de-semana foi Sibiu, uma das principais cidades da Transilvânia.


A viagem de autocarro (que afinal era um minibus) a partir de Bucareste demorou 5 horas. Do lado de fora da janela, pelas estradas da Transilvânia rural, iam desfilando vilarejos pitorescos e florestas espetaculares, pintadas pelo outono a tons de ouro e fogo. 
À chegada, o primeiro contacto com Sibiu teve lugar com a travessia da típica Strada Nicolae Bălcescu, que conduz até à sala de visitas da cidade: a Piaţa Mare. Dominado pela icónica Turnul Sfatului, pela Igreja Romano-Católica e pelo edifício da Câmara Municipal, este espaço exibe também vários exemplos da arquitetura germânica trazida pelos saxões que colonizaram esta região em tempos idos. Sibiu é, de resto, uma cidade de tradição vincadamente germânica, ostentando orgulhosamente, ao lado do nome oficial, o topónimo alemão Hermannstadt.

Piaţa Mare

Turnul Sfatului

Piaţa Mare ao anoitecer

A Turnul Sfatului estabelece a ligação entre a Piata Mare (grande) e a Piata Mica (pequena), mais discreta mas nem por isso menos encantadora. Para a visita ficar completa, é obrigatório subir ao topo deste edifício defensivo datado do século XIII (custa apenas 2 lei), para apreciar a partir do sétimo e último piso, uma panorâmica da cidade a 360º.

Vista a partir do topo da Turnul Sfatului, com a Catedral Evangélica (séc. XIV) em destaque

Piaţa Mica

Pasajul Scarilor

Catedral Ortodoxa

Do ponto de vista turístico pouco mais há a dizer sobre Sibiu, até porque a visita foi curta. Falta referir que é nesta cidade que se situa o Old Lisbon, único restaurante típico português da Roménia, e ao qual obviamente nos dirigimos na noite de sábado, para jantar caldo verde e bacalhau à lagareiro. Infelizmente já não havia lugar para nós, mas como há males que vêm por bem, acabámos a comer maravilhosamente (e barato ainda por cima) num restaurante típico romeno. Fica a recomendação para quem for a Sibiu: chama-se Grand Plaza e fica na Strada 9 Mai. Quanto ao Old Lisbon... pois bem, terei de voltar a Sibiu.

Entretanto, num futuro próximo vão continuar as viagens. Já este fim-de-semana voltarei a Braşov e visitarei Sighişoara, e no fim-de-semana seguinte andarei pelo norte de Itália. Irei também pedir a emissão de passaporte na embaixada do meu país, pelo que a Moldávia e a Ucrânia passam a estar na lista de próximos destinos. E a Bulgária também está aqui a 50 quilómetros a implorar por uma visita. Como diz o outro, "I'm a wonderlust king, I stay on the run".

P.S. - Um pequeno off-topic: afinal, não houve concerto de Korpiklaani. Com a Roménia a cumprir três dias de luto nacional na sequência dos trágicos acontecimentos no Club Colectiv, a organização e a banda entenderam que não era de bom tom promover um espetáculo de folk metal e cancelaram a coisa. Compreendo, mas foi pena. Não sei quando voltarei a ter uma oportunidade de ver estes gajos ao vivo. E ainda estou à espera que me devolvam os 60 lei que paguei pelo bilhete.

Sem comentários: