quinta-feira, 8 de outubro de 2015

Meia Maratona

Como anunciei no post anterior, inscrevi-me na Bucharest Half Marathon, que decorreu no passado domingo. Pois bem... missão cumprida! 
Duvidei seriamente da minha capacidade para chegar ao fim, mas a verdade é que o consegui. Para o comprovar, aqui fica uma foto deste esbelto atleta, ainda vivo, instantes após cruzar a meta.


Na minha primeira experiência em corridas de fundo (nunca tinha corrido mais de 5 quilómetros, e mesmo isso já me deixava todo partido), cumpri o percurso de 21,0975 quilómetros pelas ruas da capital romena em 2 horas, 49 minutos, 39 segundos e 10 centésimos, o que se traduziu num 2409º lugar da classificação geral, entre 2507 atletas que terminaram a corrida (129 desistiram ou foram desclassificados). Fui também o 4º melhor Português (sim, eram só quatro).
Um resultado modesto, é certo, mas o meu objetivo pessoal foi cumprido: chegar ao fim dentro do tempo limite de 3 horas. O uplifting trance que saía dos headphones, o emblema do Sporting Clube de Portugal nos calções, as bancas que distribuíam banana, maçã e Isostar, e os incentivos das moças giras que se encontravam pontualmente ao longo do percurso terão ajudado. E como diz o outro, o importante é participar.


Para além deste diploma, ganhei ainda uma medalha de participação que me foi colocada ao pescoço por uma rapariga bonitinha, que me deu os parabéns. Não tive direito a beijinhos, mas só este momento valeu todo o esforço. 
A camisola especial de corrida da Adidas que envergo na imagem também ficou para mim, e além disso não paguei nada para participar, uma vez que a empresa onde trabalho custeou as inscrições de quem quis competir. Tenho agora o objetivo de correr mais meias maratonas, e melhorar o record pessoal. Haja quem pague.

Sem comentários: