quarta-feira, 26 de agosto de 2015

Couchsurfing, concertos à borla e outras temáticas

No outro dia passaram 3 meses desde que cheguei à Roménia. Uma efeméride sem qualquer significado especial, tirando o facto de ter chegado ao fim o período provisório do meu contrato de trabalho. Como até essa data ninguém se chegou ao pé de mim a dizer "jovem, isto não está a resultar, arruma as tuas coisinhas e põe-te no caraças", o meu vínculo passou a ser efetivo. Eu sei que é um mero proforme, mas mesmo assim achei por bem mencionar isto.

De resto, não se tem passado grande coisa. O meu domicílio acolheu as primeiras guests do Couchsurfing trazidas por mim, duas raparigas alemãs de Würzburg que escolheram Bucareste como ponto de partida de uma viagem de 15 dias de volta à Alemanha. No entanto, acabei por ser eu o Couchsurfer: cedi-lhes o meu quarto para ficarem à vontade, e dormi duas noites num sofá. Sou mesmo um host do caraças! 
Além disso, levei as moças até ao Centrul Vechi para lhes mostrar um pouco da animação noturna da capital romena. Infelizmente era segunda-feira, o ambiente estava fraco e o tempo era curto, mas whatever. Depois de passear à noite com uma finlandesa em Lerwick e com uma italiana em Dublin, saí à noite com duas alemãs em Bucareste. Histórias bonitas para contar por parte de um gajo que, vai-se a ver, está com quase 26 anos e não tem nem nunca teve namorada. Muito molho e pouco bacalhau, portanto.

Mas bem, adiante... Turismo continua na mesma, não saí de Bucareste desde o último post. A ver se este fim-de-semana vou até algum lado. Entretanto dei mais umas voltas pela minha nova cidade, e fui parar à Piața Revoluției. Um bonito espaço que vai buscar o nome à Revolução de 1989, e onde se encontra o controverso Memorial do Renascimento, o Ateneu, o antigo Palácio Real, agora Museu Nacional de Arte, e a estátua equestre do rei Carol I, em frente à biblioteca da Universidade. Ali perto há também duas belas igrejas - a Biserica Crețulescu e a Biserica Albă. Cá fica mais uma série de fotografias.

Memorialul Renaşterii

Estátua do rei Carol I em frente à biblioteca da Universidade de Bucareste

 Ateneul Român (1888)

 Biserica Crețulescu (1722)

Biserica Albă Sf Nicolae (sec. XVIII)

Uma foto bonita que tirei ali para os lados de Universitate (gosto mesmo destes relógios pá)

Voltei também ao Parcul Herastrau, primeiro para andar de bicicleta (o aluguer custa 5 lei, cerca de 1,20 € por hora), e depois para ver Guano Apes ao vivo e à borla no GreenSounds Festival. Apesar de ter lá ido mais por causa da banda alemã (muito se fala da Alemanha neste post, coza-se!), fui um pouco mais cedo para ver também Dubioza Kolektiv, e a minha tarde ficou feita com este concerto. Acabei por nem ligar muito à banda da Sandra Nasić, fiquei para meia dúzia de músicas e fui embora, até porque jogava o Sporting. Já agora, aproveito para divulgar aqui o conjunto bósnio, que dá espetáculos animados para caraças.


E já que falo em música... estou aqui há 3 meses e ainda não recomendei nenhuma banda romena. Vou já tratar disso. Aqui fica uma cantiga dos Bucovina para fechar o post.

Sem comentários: